Apresentação

    A Antropologia investiga os diversos aspectos da vida social em diferentes culturas ou sociedades humanas, conformando uma ampla área de conhecimento que abrange estudos sobre parentesco e organização social, política e economia, ritual e religião, corpo e pessoa, práticas de conhecimento, arte e simbolismo. A originalidade da Antropologia como Ciência Social reside em seu interesse pelo caráter multifacetado dos fenômenos coletivos e provém tanto de seu método etnográfico de trabalho de campo intensivo como de sua abordagem comparativa de fenômenos coletivos em diferentes contextos culturais e sociais.

Objetivos

       São objetivos do curso de Antropologia: 

(i) Formar pesquisadores sensíveis e capazes de produzir conhecimento;

(ii) Conjugar disciplinas teóricas e atividades de prática de pesquisa, propiciando uma formação básica nas tradições antropológicas e nos debates sociais contemporâneos;

(iii) Possibilitar ao estudante montar seus próprios percursos, delineados a partir das linhas de pesquisa já existentes no Departamento de Antropologia;

(iv) Capacitar o estudante a planejar e desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão;

(v) Capacitar o estudante a pensar novos problemas antropologicamente e a participar com senso crítico de políticas sociais.

Perfil profissional

      O profissional graduado poderá atuar na área acadêmica, no ensino e na pesquisa, como também em planejamento, consultoria, formação e assessoria junto a organizações governamentais e não-governamentais, partidos políticos, sindicatos, movimentos sociais, comunidades indígenas e quilombolas. Os antropólogos têm também, de forma crescente, integrado equipes de museus e arquivos particulares e públicos.

     Os profissionais graduados em Antropologia têm sido fortemente requisitados, em todo o Brasil, especialmente para subsidiar a implementação de políticas públicas, tanto federais quanto estaduais e municipais, em todas as áreas de atuação, destacando-se educação, saúde, movimentos sociais (por exemplo, reforma agrária) e patrimônio. Além disso, a atuação antropológica se destaca, especialmente, em relação às políticas de diversidade e ação afirmativa e aos laudos referentes à demarcação de territórios indígenas e quilombolas, sem esquecer sua importância para realizações de Estudos de Impacto Ambiental (EIA) e de seus relatórios (RIMA) e para a delimitação de áreas de conservação e preservação.

                             

 

foto: Renata Gonçalves

Localização e Contato

 

Coordenação do curso de Antropologia: Professora Joana Miller
Secretário do curso de Antropologia: Jeovah Pires Vieira de Souza
Atendimento: segunda a sexta, das 14h às 20h   Telefone: (21) 2629-2934   E-mail: gao.egh@id.uff.br
Endereço: Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco P - sala 204, São Domingos - CEP 24210-201, Niterói, RJ - Brasil
 
Chefia do Departamento de Antropologia: Professor Felipe Berocan Veiga
Subchefia do Departamento de Antropologia: Professora Deborah Bronz
Secretário do Departamento de Antropologia: Fernando Notare
Atendimento: segunda a sexta, das 11h às 17h   Telefone: (21) 2629-2225     E-mail: gap.egh@id.uff.br
Endereço: Rua Professor Marcos Waldemar de Freitas Reis, Bloco O - sala 520, São Domingos - CEP 24210-201, Niterói, RJ - Brasil